Na tarde de ontem no complexo de treinos do Olival em Gaia, no jogo da fase final do campeonato nacional de júniores, houve um menino franzino que se destacou numa batalha frente a alguns dos monstros físicos, Kuku Fidélis, Júnior Maleck e Isah Musa do FC Porto.

Classe, velocidade de execução e tomada de decisão top deste nosso menino tornaram as coisas muito difíceis para os azuis. Até o comentador do Porto Canal, referiu-se sempre a João Félix como um craque de “qualidade superior”.

Na criação e na finalização foi quase impossível pará-lo, só quando recorriam à falta os jovens jogadores do Porto poderiam parar o nosso endiabrado avançado. O Mágico Félix foi mesmo o comandante de um conjunto de baixinhos como era o caso de Dantas e Jota na batalha de ontem.

O jovem craque natural de Viseu, é um 10, mas pode muito bem desempenhar as funções de elemento mais ofensivo da equipa, um pouco à semelhança do que faz Jonas na equipa principal.

Félix passou pela formação dos Dragões antes de se tornar uma das maiores promessas de sempre do Benfica, daí a adição de “sal e pimenta” no jogo de ontem.

Se for bem acompanhado será provavelmente o melhor jogador Made In Benfica depois de Rui Costa.

Anúncios