Nesta jornada deslocamo-nos ao Algarve para defrontar uma das sensações deste campeonato, o Portimonense liderado pela veha raposa Vitor Oliveira, campeão das subidas. Tinham como grande objetivo garantir a manutenção mas o que se tem visto nas últimas jornadas é muito mais que isso, depois de duas vitórias gordas frente a candidatos a um lugar na Europa, Rio Ave e Marítimo, com 4-1 e 0-3 respetivamente.

Perderam algumas peças no mercado de inverno como foi o caso do influente Paulinho e do lateral Lumor.

É uma equipa que pressiona muito e caracteriza-se pela forma como sai em contra ataques e ataques rápidos, lançando assim o trio da frente para essas situações.

A defender pode apresentar lacunas quando o adversário muda rapidamente de corredor, mas pelo seu corredor central é muito difícil de entrar, dado o trabalho incansável dos seus médios Pedro Sá, Dener e Ewerton que funcionam muito compactos.

É de destacar Fabrício pela sua veia goleadora e Nakajima, pela facilidade que entra no último terço adversário. Estes poderão muito bem ser, na nossa opinião, os elementos mais perigosos no jogo desta noite.

Vítor Oliveira deverá fazer entrar em campo o onze mais expectável no seu sistema habitual, o 1-4-3-3, com Ricardo Ferreira na baliza, Hackman a lateral direito e Ruben Fernandes a lateral esquerdo, como centrais devem surgir Felipe Macedo e Lucas Possignolo; Pedro Sá surge como elemento mais recuado do meio campo atrás de Dener e Ewerton; na frente surgem Nakajima do lado esquerdo, Tabata do lado direito e Fabrício como elemento mais ofensivo do trio.

Esta noite será mais uma das treze batalhas que ainda temos pela frente, nada fácil perante um adversário motivadíssimo e em forma, do nosso lado teremos mais uma vez a onda benfiquista do nosso lado.

É jogo a jogo, rumo ao Penta!

À Benfica, é o que se pede, à Benfica!!

Anúncios