Trocar Pizzi por Filipe Augusto é à partida um downgrade mas poderá fazer sentido. Se Pizzi estiver em baixo de forma ou cansado e Filipe Augusto estiver melhor, então é normal que se prefira o brasileiro.

O que não é normal, é que se prefira Filipe Augusto em detrimento de Krovinovic. O sérvio tem muito mais potencial e já qualidade efetiva do que o brasileiro. No entanto, a justificação de Rui Vitória não só explica o porquê de Filipe Augusto em vez de Pizzi, como também o porquê do brasileiro estar à frente do croata:

“Entendemos que era fundamental um reforço do poderio físico na zona central do meio-campo para dar mais robustez”

E pronto, mais um passo atrás com Rui Vitória a demonstrar que há velhos hábitos que nunca se perdem. Em 2017, uma década e meia depois do futebol ter começado a mudar, há hábitos das décadas de 90 (e anteriores) que Rui Vitória ainda tem.

Numa altura em que eu já pensava que Rui Vitória sabia que o futebol se joga com os pés, mas sobretudo com o cérebro, lá veio o nosso técnico demonstrar que não. Para ele, o futebol tem uma componente de força tão importante que fará prevalecer a escolha de determinado elemento ao invés de outro porque tem mais poderio físico. Provavelmente no jogo de domingo, se Messi atuasse pelo Benfica começaria o jogo no banco. E Zidane, Xavi ou Iniesta. Que útil seria termos Fernando Aguiar ou Beto neste plantel!

Não se compreende…estamos a falar de luta-livre, râguebi ou futebol? Que eu saiba, apenas nos dois primeiros é permitido que a força seja utilizada em quase todas as ações…no futebol, há no máximo dois ou três lances em que um jogador possa estar envolvido e ganhar ou perder a bola por motivos físicos; já por inteligência (ou falta dela) estamos a falar de 100% dos lances.

Não pretendemos estar a desvalorizar a opção por Filipe Augusto, até porque já por aqui se mostrou que o brasileiro é melhor do que a maioria dos adeptos tem vindo a defender. No entanto, as razões pelas quais Rui Vitória explicou a titularidade do brasileiro são simplesmente ridículas e fazem parte de um caminho que o Benfica já não devia estar a percorrer.

Pensem no vosso top-5 dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos. Ou pensem no top-5 dos melhores médios centro de todos os tempos. Alguns deles está nesse top pelo poderio físico que apresenta? Alarguem ao top-20 ou 50 e digam-me se continua a haver lá algum…

E é isto…quando achamos que Rúben é titular porque é melhor em tudo do que Jardel, provavelmente sê-lo-á apenas porque fizeram um braço de ferro e ganhou o português.

Anúncios