Sábado temos um jogo frente ao Olhanense, para a 3ªRonda da Taça de Portugal, após um período de paragem de 15 dias para compromissos das seleções.

Um jogo frente a uma equipa da Série E do campeonato de Portugal Prio deve implicar uma mudança total no 11, principalmente face à sobrecarga de jogos que aí vem. Se tal não acontecer, será apenas porque algum dos elementos habitualmente titular necessita de tempo de jogo após o interregno de duas semanas (o que não nos parece ser o caso de algum).

No 11 inicial para a Taça não deverá constar nenhum elemento que vá ser titular no jogo frente ao Manchester United. E é partindo desta premissa que achamos que o 11 que vai alinhar de início é o seguinte.

11 inicial - Taça de Portugal - 3ªRonda.png

De realçar, aquela que deverá ser a estreia de Svilar com a camisola do Benfica. Ao contrário do que muitos meios de comunicação social dizem, cremos que a titularidade de Svilar no jogo seguinte não estará dependente da sua exibição no encontro da Taça; simplesmente a sua titularidade no jogo da Champions não é um cenário colocado em cima da mesa, a não ser por motivos de força maior (lesões dos restantes). Rui Vitória acha que ainda é cedo para lançar o jovem belga e não será a curto-prazo que Svilar assumirá a titularidade da equipa encarnada.

De entristecer a mais do que provável titularidade de Rúben Dias, sinal de que o jovem “capitão” não será titular no encontro da Champions League e Rui Vitória continua a teimar em não assegurar no 11 um lugar para um central que saiba ter a bola nos pés e sair a jogar.

Douglas deverá fazer a sua estreia e antecipamos desde já que não deverá fazer um jogo muito bom (muito tempo parado) nem muito mau (adversário muito inferior). Fará com certeza algumas coisas boas, o suficiente para muitos começarem já a dizer que temos substituto para Nélson Semedo. Não temos.

Chrien deverá também fazer a sua estreia, pois com o castigo de Samaris, Filipe Augusto necessita de alguém para o acompanhar no meio, fazendo Krovinovic desempenhar o papel que habitualmente pertence a Jonas. João Carvalho teve tempo de seleção e portanto não deverá ser opção (como nunca o foi até aqui). Má posição para Krovinovic mostrar o que vale e mau para João Carvalho que já merece mostrar o que vale (muito mais do que Chrien!). Caso o jogo não seja muito intenso, o eslovaco também deverá deixar boas indicações.

Gabriel e Rafa nas alas, sublinhando o facto de não serem primeiras escolhas para Rui Vitória. O primeiro compreende-se (desde logo porque está emprestado), enquanto que o segundo continuamos à espera que alguém lhe limpe a cabecinha e o ponha a render metade daquilo que ele pode render. Mesmo assim, com o pouco rendimento que terá, atrevemo-nos a dizer que Rafa deverá ser o homem do jogo, discutindo este título com Krovinovic e Seferovic.

Na frente, o suíço deverá jogar de início, remetendo Raúl para o banco de suplentes e para a entrada direta no 11 frente ao Manchester United.

E vocês, qual seria o vosso 11? Atrevem-se a antecipar quem será o MVP do jogo?

Anúncios