Já chega de sermos burros! Após 4 anos a ganhar e onde o mérito parecia estar claramente identificado “enquanto os outros falavam, nós trabalhávamos.”, afinal era apenas fogo de vista. À primeira oportunidade (quando as coisas correm mal), toca de sacar da arma e começar a disparar a tudo o que mexe (FCP e SCP). Já chega de sermos burros, está na hora de olharmos exclusivamente para dentro e descobrirmos soluções para os atuais problemas – vem isto a propósito do comunicado do Benfica em que tenta dar mais uma bicada aos rivais e já depois do vídeo ridículo a falar dos outros e do tetra…

Já o dissemos aqui, e não nos cansamos de repetir. Não nos interessa dizer que somos tetra. Já cansa esse discurso e para a conquista do campeonato este ano, esse facto, não interessa minimamente. Para ganhar o campeonato este ano há que trabalhar mais e falar menos. Esse é o único caminho que nos poderá conduzir ao sucesso. Neste momento não interessa dizer que somos tetracampeões, interessa muito mais dizer que estamos em 3º lugar e a 8 pontos da liderança. Melhor ainda, interessa muito mais não dizer nada e ganhar o próximo jogo; e depois o próximo e o seguinte e por aí fora. Para isso, é importante perceber os factos e os problemas.

É importante perceber que não existe nenhum facto que seja problema ou vice versa. Até janeiro, o plantel é este – facto. E para factos, não há soluções! Já problemas há muitos e têm que ser identificados e resolvidos. Parece que estamos mais preocupados em falar para fora do que agir para dentro. Não foi assim que ganhámos os últimos títulos e de certeza que a agir assim não ganharemos os próximos.

É preciso analisar o atual momento aos mais variados níveis. Como está o ambiente no balneário? Como está a motivação dos jogadores? Querem ganhar tanto como nós? Está o Svilar preparado para jogar ou o Júlio terá que adiar a reforma mais um pouco? Rui Vitória já percebeu que Rúbens Dias é o melhor central do Benfica (a anos-luz dos outros) ou vai continuar a insistir num Jardel com limitações físicas? Rafa está pronto para render ou está com algum problema? Estas e tantas outras perguntas têm que ser feitas e têm que originar conclusões. Mas isto só se consegue olhando para dentro.

Saibamos assumir o nosso mau momento e no jogo de domingo demonstrar que estamos mais próximos de entrar no rumo certo. Senão qualquer dia estamos 5 anos sem ganhar nada ou 16 sem sermos campeões e a festejar na rua a goleada sofrida por um rival…

Uma questão de grandeza, dizem eles. Pelos vistos também não o sabem ser…

E Pluribus Unum!

Anúncios